POR QUE UMA STARTUP PRECISA DE ADVOGADO?

Atualizado: 18 de jun. de 2020

Um bom profissional da área jurídica pode ser a chave para destravar desenvolvimento da sua startup!

 

Em conversas com vários empreendedores que encontramos em eventos de startups, inovação e empreendedorismo, muitos deles nos relatam uma grande dor – a dor de se sentirem sobrecarregados.



Em geral, a vida do empreendedor é atribulada e ele está sempre equilibrando inúmeros compromissos, buscando estar sempre atualizado em seu segmento e tentando selecionar informações e aprender mais sobre tudo que pode impactar seu negócio. Todas essas exigências de empreender, tem consequências na saúde do empreendedor, na convivência social e em família, no descanso e, por tabela, na qualidade do desenvolvimento de sua startup. Afinal, uma mente sem descanso terá mais dificuldades em agir de forma precisa na rotina diária de tomada decisões complexas e rápidas.


Um bom advogado pode ajudar a minimizar esse problema.


À priori, essa informação pode soar com certa estranheza, mas o fato é que um bom profissional da área jurídica pode ser a chave para destravar inúmeras das questões que surgem cotidianamente e que entravam o desenvolvimento rápido de uma startup. Isso porque, os empreendedores, mais acostumados a lidar com aspectos intrinsecamente relacionados ao segmento do seu negócio, à tecnologia ou à criatividade, possuem naturalmente um grande desconhecimento acerca de aspectos jurídicos que podem impactar de forma muito significativa no sucesso de uma startup. E ressaltamos: as consequências de aspectos jurídicos não observados ocorrem não somente em startups em fases adiantadas de scale-up, onde há franca necessidade de um advogado para intermediar contratos de valores vultuosos. Na verdade, formalidades e burocracias deixadas de lado nas fases iniciais podem ser ainda mais decisivas para o sucesso ou fracasso de uma startup.


Eric Ries, empreendedor do Vale do Silício, guru do mundo das startups alerta para a importância desse cuidado ao fazer a seguinte confissão em seu livro “A Startup Enxuta” – “Aprendi, tanto com meus sucessos e fracassos, como com os de muitas outras pessoas, que é a parte chata, a burocracia que tem mais importância”.


Pensando nisso, listamos três benefícios de se ter um advogado cuidando da sua startup desde a fase de ideação, ou seja, antes mesmo da formalização da empresa:


1. Mapeamento de todas as demandas jurídicas do seu negócio:


Um bom advogado poderá fazer um diagnóstico da sua startup e mapear todas os aspectos jurídicos que precisarão ser observados, conforme a fase na qual se encontra o desenvolvimento do negócio. O diagnóstico jurídico dá à startup uma capacidade de prever o futuro e se antecipar em pontos que poderiam gerar futuros obstáculos e dificuldades ao desenvolvimento do negócio, ou até mesmo problemas maiores que venham a inviabilizar sua continuidade.


2. Ter alguém que cuide da parte chata e burocrática com competência técnica:


O advogado tem preparo para lidar com a parte burocrática. Isso inibe os erros que possam vir a ocorrer caso a função seja delegada a um fundador ou colaborador não habilitado e gera uma economia de tempo para o empreendedor, que não precisará se debruçar em estudos de questões que, quase sempre, estão fora da sua área de conforto, possibilitando que ele se dedique ao que realmente importa.


3. Ter alguém para dividir a responsabilidade na tomada de decisões:



O peso de tomar uma decisão complexa e que envolva aspectos desconhecidos não precisa ficar todo sobre os ombros do empreendedor. Um bom advogado, que busque estar integrado com o funcionamento do seu negócio, pode agregar muito valor ao ser incluído nas decisões estratégicas, levantando pontos que outros profissionais talvez não consigam enxergar. Decisões sobre finanças e faturamento demandam conhecimentos tributários, ajustes entre sócios podem ser otimizados com o conhecimento societário do advogado que também poderá calcular os riscos do negócio como um todo para auxiliar na decisão de qual deve ser o próximo passo para o crescimento da startup.


Embora alguns empreendedores mais tradicionais enxerguem o advogado como alguém que vai levar burocracia para o negócio e impedir que ele cresça rápido e implemente inovação em seus serviços e produtos, a nova geração de fundadores de startups que transformam o mundo, tem visto o advogado como um grande parceiro de negócios, essencial para o crescimento e o sucesso!


E você, gostou do nosso conteúdo? Viu a importância de contar com um profissional gabaritado para lidar com toda a parte burocrática da sua startup? Assim fica bem mais fácil inovar!

 

Se nosso conteúdo foi relevante para você, não se esqueça de compartilhar e nos seguir no Instagram, lá publicamos bastante conteúdo que pode auxiliar no dia a dia da sua startup.

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo