VAI INICIAR SUA STARTUP? ESTEJA PREPARADO DESDE A FASE DE IDEAÇÃO PARA RECEBER INVESTIMENTO!

Se você está começando ou pensando em começar a desenvolver uma startup, eu tenho certeza que você já está sonhando alto. Afinal, apesar de empreendedores começarem de forma pequena e enxuta, é preciso pensar grande!


Assim, ainda que você esteja em fase de ideação, o ideal é que você comece a se estruturar desde o início para suportar um crescimento exponencial, que certamente virá de forma muito repentina, e que você comece a se preparar desde cedo para receber grandes aportes.



Uma das ferramentas essenciais para isso, é a implementação da Governança Corporativa desde o início na sua Startup.


Nesse artigo eu vou retomar a importância da governança corporativa para startups (começamos a falar sobre esse tema no nosso último artigo) e te explicar como implementar práticas de governança na sua startup em fase de ideação, a fim de que você realmente possa sonhar alto e ter a certeza de que estará preparado para as grandes realizações.


O que é a governança corporativa?


Em resumo, governança corporativa é a implementação de boas práticas para a gestão de uma empresa.


Qual deve ser o enfoque da governança para startups em fase de ideação?


No início sempre há muito trabalho a ser feito e geralmente grandes incertezas quanto ao modelo de negócio. Embora a startup nessa fase ainda não tenha uma atividade operacional nem existência formal enquanto empresa, ainda assim os métodos de gestão podem ajudar na alavancagem.


Dessa forma, em startups em fase de ideação, o enfoque da governança deve ser dado para a estruturação de papeis dos fundadores no novo empreendimento. É importante alinhar a gestão, definir as responsabilidades e contribuições de cada um, a intensidade de dedicação, a forma de remuneração, além discutir questões como deve se dar a entrada de novos sócios e a saída de algum dos fundadores. Ou seja, a governança corporativa, nessa etapa, terá um enfoque nos acordos iniciais entre os fundadores, essenciais para que haja harmonia na gestão.


Para formalizar essas questões, alguns instrumentos jurídicos são essenciais, dentre eles o acordo de acionistas, que se trata de um contrato no qual as discussões serão formalizadas e os fundadores irão assinar e arquivar. Com todas essas questões definidas e formalizadas, e possível garantir mais transparência e prestação de contas.


Ainda nessa fase, a proteção da inteligência do negócio é de extrema importância, razão pela qual vale pena cuidar da propriedade intelectual, que engloba, por exemplo, domínio, marca e software.


Para resumir todos esses pontos, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa desenvolveu um excelente check-list de governança para startups em fase de ideação.


Confira se você já desenvolveu as seguintes atividades:


- Alinhar as expectativas dos fundadores em relação à startup;


- Discutir sobre a capacidade financeira e a perda suportável pelos fundadores;


- Estabelecer como cada sócio irá contribuir para a sociedade;

- Dimensionar a colaboração de cada um;


- Estipular condições para o recebimento de participações societárias (revesting).


- Proteger a propriedade intelectual gerada e os segredos dos negócios;


- Redigir, assinar e manter vias físicas do acordo de fundadores (founders agreement).


E por que a governança desde o início pode te ajudar a receber investimento?


Quando um investidor resolve aportar na sua startup, ele está assumindo um risco de investir dinheiro em um empreendimento que pode ou não dar retorno a ele. Para que sua startup fique mais atrativa para investidores, seu papel é adotar medidas que minimizem esses riscos. Práticas de governança corporativa auxiliam, pois ajudam a garantir a transparência e a prestação de contas para os investidores, além de determinar as responsabilidades de todos os envolvidos no empreendimento.


Na próxima semana vamos entender como praticar a governança corporativa em startups que já estão mais avançadas, em fase de validação!


Lembre-se: qualquer dúvida você pode entrar em contato conosco para conversarmos mais sobre isso!

 

Se nosso conteúdo foi relevante para você, não se esqueça de compartilhar e nos seguir no Instagram e Facebook, lá publicamos bastante conteúdo que pode auxiliar no seu dia a dia!

 


Camilla Pinheiro • Advogada especialista em Startups e Direito e Tecnologia e professora universitária.